Manual prático do Blogueiro - Segundo a ótica de mercado



MANUAL PRÁTICO SEO
Todos procuram um manual prático seo, mas, Desculpem-me os aficionados por carros, mas nesta matéria já mandei manobrarem tudo para dentro da garagem do Super Possantes, e não usei manual, e aprontar por aqui a festa para o blog brasil e você, e Estou certo de que essa matéria é do interesse dos blogueiros que acessam o os super possantes manuais, especialmente o do blogueiro.Dicas seo ou manual prático seo. Inclusive estou preparando um prático manual para blogueiro, para aqueles iniciantes, assim como eu fui e ficava horas procurando o melhor manual prático seo.

Mas antes de minhas considerações sobre o dicas "manual do blogueiro segundo a ótica de mercado, quero contar algo interessante. Sabe aquela expressão conhecida, "unir o útil ao agradável"? É exatamente isso que estou fazendo. O "agradável" é que já vinha pensando em fazer uma matéria aqui para falar do Dicas Blogger, que muito tem me ajudado nesses primeiros passos do meu "ser blogueiro". A pesquisa de hoje é sobre a ótica de mercado e os blogs (em tese: como o seo pode ajudar no aumento de visitas, um manual prático seo) Eles estão em alta? Dá para ganhar um bom dinheiro editando blogs? Que posts são mais rentáveis. Bem, vamos à análise, afinal este é o motivo pelo qual voce está aqui e não por causa da Juliana Paes sem calcinha/nua/pelada na playboy não é verdade?.

1º Os blogs são rentáveis?
O San Francisco Chronicle tem pregado que: "Sim, alguns blogs são rentáveis - muito rentáveis!”.
“Os blogs têm uma enorme força no mundo – vozes originais, pareceres provocantes, imaginação e conhecimento profundo de uma variedade de assuntos. Mas é também uma indústria lutando para amadurecer, muitos observadores argumentam. Dizem que os blogs, as empresas, devem superar a reputação da indústria como uma espécie de digital “faroeste” onde vale tudo, e enfrentar questões como conflitos de interesse, super produtos, alguns fiéis outros de baixo nível”.

Pasmem, o que mais vende entre os e-books para blogueiros? Acertou quem pensou manual seo ou manual prático seo. Pessoalmente acredito que os blogs vão decolar, logo que as pessoas deixam de vê-los como blogs. Muito contra-intuitivo né? Peça ao seu pai ou avô que visite TechCrunch (um dos blogs rentáveis mencionada no artigo), e peça que lhe do que se trata. Tenho a certeza que ele vai dizer que é apenas um site sobre tecnologia. O mercado financeiro já viu isto, e está investindo pesado na contratação e até mesmo na compra de domínios de blogs famosos. Ou investem em propagandas dentro desses blogs de olho nas 4.000 visitas diárias ou até mais desses blogs.

Esse é o cenário que deveria ser destinado para blogs, onde se torna apenas mais um sistema de gerenciamento de conteúdo. Não um diário on-line. Não é um bando de adolescentes partilhando os seus pensamentos e experiências frívolas. Estou falando de tornar o seo blog, o meu blog, o blog deles definitivamente rentável. Parece fácil não é? Mas na prática não é nada disso.

A substância já está lá. Basta considerar o grande número de blogs profissionais que concorrem lado a lado pelo fluxo principal do blog.

Uma das linhas de blogs que são rentáveis são blogs para leigos. O quê? blogs para leigos? Como assim? isso mesmo, foi o que eu disse. Vou contar uma história real. Na faculdade um professor que gostava de comprar perfumes bons, mas que estavam sempre em promoção comentou numa de suas aulas. Então uma aluna disse que sempre comprava perfumes de marcas em promoção, ele perguntou como e ela rapidamente lhe deu o endereço do blog. Quando ele entrou no site/blog percebeu que havia matérias atualizadas sobre perfumes e que na verdade a lista de perfumes eram anúncios do google adsense. Caiu a ficha então. Ele percebeu que a dona do blog sempre editava novas matérias sobre lançamentos de perfumes e o adsense encaminhava links de acordo com a matéria publicada, não dá outra. Se a pessoa está procurando perfumes ela vai atrás de lançamentos daí ela lê sua matéria e logo depois irá ver esses perfumes. O sucesso é 90% certo.

Esta é uma história real. Os personagens eram pessoas instruídas e que estavam dentro de uma faculdade. Agora tente imaginar o que é a realidade da grande massa de pessoas que acessa a internet do trabalho, da lan house da favela, dos infocentros das periferias. Pessoas que tem computador em casas para usar o Word, Orkut e MSN e ponto final.
Não existe nada mais lucrativo do que escrever blogs para essa grande massa de pessoas. Quanto mais leiga for a pessoa com relação a internet, sites, blogs, computadores, informática, melhor será o seu resultado. As pessoas que usam a internet esporadicamente ( que é a grande maioria ) não sabem a diferença entre um bloco de links patrocinados e um bloco de links que faz parte do seu site. DAí a importância de trabalhar as cores do blog. Por exemplo: colocar a cor de fundo dos anúncio (adsense, afiliads) e outros da mesma cor de fundo do blog. Os links pequeninos que ficam embaixo dos anúncios principais, tipo o endereço eletrônico da empresa anunciante, deve ficar da mesma cor de fundo do blog, para o visitante não perceber e clicar no anúncio e não copiar o link.


veja bem o que vou escrever abaixo. 
Evite escrever blogs para blogueiros, blogs para webdesigners, blogs para programadores, blogs para técnicos de informática, blogs para ratos de computador em geral. Estas pessoas sofrem de D.V.A. (Deficiência Visual para Adsense). Elas não conseguem ver os blocos de anúncio. Quando conseguem ver fazem questão de não clicar. Preferem digitar o link que aparece no final de cada bloco de anúncio e colocar na barra de endereço do navegador só para não gerar nenhuma receita. Quando observam que é um link patrocinado do buscapé, submarino, mercado livre, chegam ao ponto de copiar o link, remover o código de afiliado para depois acessar.
Digo isso por experiência própria. Blogs para pessoas conhecedoras de internet e informática tem taxa de cliques muito baixa. Blogs para pessoas mais leigas costumam ter taxa de clique mais elevada. Desta forma é melhor fazer um blog sobre flores do que um sobre computadores.

Enfim, empresas multinacionais estão contratando blogueiros como eu falei no início, simplesmente para atrair consumidores em potencial para seus produtos. Jornais  têm seu time de jornalistas blogueiros profissionais. Quantos jornais você conhece que não têm sua coluna de blogs. É isso aí, nossa análise de mercado para blogs é definitivamente: A blogosfera está crescendo em nível espantoso, fique sempre atualizado e não perca o bonde.

É isso aí pessoal, se gostaram comentem. Se não comentem o por que de não ter gostado. Estamos abertos a críticas e contribuições contextuais.

Não deixe de assinar nosso feed. Aguardem, em breve o manual completo: Manual prático seo. Com o manual poderemos nos alongar mais em detalhes práticos seo. Abraço a todos!



3 comentários:

CavaleiroVirtual disse...

Salve, Confrade!`
É um artigo cruelmente realista e realísticamente esclarecedor!rsrsrs
Eu ainda não pude desfrutar dos auspícicios monetários da blogosfera, porém, espero - com muito estudo de postagens como esta - conseguir galgar algum sucesso nesta insólita empreitada!
Parabéns pelo artigo e obrigado por dividí-lo conosco!
Um abraço!
Deste Confrade: Max Costa

Antonio disse...

Olá cavaleiro virtual, salve, salve! Obrigado pelo elogio, estamos trabalhando forte no sentido de ajudar outros como nós que precisam muito chegar a um nível satisfatório. O artigo foi publicado com este intuito, abraço forte! Max Costa!

Adelson Smania disse...

Olá, Antonio!

Vim retribuir sua visita ao Gerenciando Blog e conhecer o seu trabalho.

Seu blog é interessante e trata de assuntos importantes. Você está no caminho certo!

Algumas dicas que lhe dou:
1. O que mais valorizo num blog são os artigos originais, escritos de "próprio punho", por assim dizer. Quando utilizar trechos de outros artigos, é essencial citar a fonte.

2. Percebi que seu blog só permite "assinar" os comentários com uma conta do Google. Isso pode desmotivar os comentaristas. Minha sugestão é que você libere outras formas, como o OpenID e o Nome/URL.

Isso já ajudará bastante. Um abraço!